Arquivo para puc

The Hardest Button to Button

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on maio 15, 2009 by damints

Recentemente, discorrendo com um amigo sobre as duas bandas de Jack White, “The White Stripes” e a nova (mas nem tanto) “The Raconteurs”, me mantive conservador diante do projeto mais harmônico e menos barulhento do que o “antigo” grupo.
Sem dúvidas o refinamento musical dos Raconteurs sobre os Stripes é óbvio. Acredito que isso tenha acontecido por um amadurecimento de Jack White e, mais ainda, por não incluir no grupo a baterista e “vocalista” Meg White. Porém vejo nos White Stripes uma força que simplesmente não existe na nova banda. Mesmo a bateria nem-tão-bem-tocada de Meg dá ao antigo grupo um quê de experimental, uma força primordial e por isso mesmo cheia de mistérios e caminhos ainda não traçados. Até o último cd deles, “Icky Thump”, ainda se mantém fiel às experimentações e à sua força criadora. Enquanto isso, “The Raconteurs” mostra-se menos inovador, menos colorido e sem dúvida mais “quadradão” que a antiga banda.
Continue lendo

Anúncios

Tecno-Fagia: um ensaio audiovisual

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , , , , , , on abril 24, 2009 by Lucas Ticano

Já faz um ano que este curta foi realizado, lembrei-me dele a pouco e pensei: “diabos, não é que a proposta original se encaixa mesmo no perfil Bip!Sonar?”.

Enfim, resumo da ópera, em 2008 foi pedido um curta, para uma aula de Mídia e Cultura da faculdade da PUC-SP. O tema deveria ser o que era debatido em classe, como, por exemplo, a perda da mídia primaria na nossa vida contemporânea…por ai vai. Mas realizamos de uma forma diferente. As cenas foram imaginadas se ouvindo música. O equilíbrio foi feito entre imagem e som, com a trilha sincronizada com a imagem na tela.

Foi uma primeira realização nossa, mas ficou interessante. A trilha utilizada foi a do DJ underground Igorrr (com 3 ‘r’ mesmo). Já pensava muito antes do curta em realizar algo com sua música, que acho única em certos pontos. Bem, através do som as imagens foram caminhando, criando um efeito interessante. O curta é “pouco” sem sua trilha, mas a trilha vive bem sem o curta. Nesse caso, a imagem estabelece uma ligação com o áudio, uma relação de dependencia, de complemento, para ser mais claro.

ai vai, espero que gostem:

Sobre música gráfica e a grafia musical

Posted in Uncategorized with tags , , , , on abril 5, 2009 by Mateus Pires

A proposta de nosso blog é trazer representações gráficas a partir de músicas ou remixes por nós sugeridos. o resultado disso é a sinergia entre som e imagem que tem história longa que será escrita de forma breve. Continue lendo